Teste de chroma feito no Cinelerra e no Openshot

Em maio de 2011 fizemos novos testes de chroma.
Dessa vez usamos refletores para lâmpada fria.
Segundo o fabricante cada refletor aceita uma lampada de até 30 W – o que corresponde a 120W de luz normal.
Usamos lampadas de 25w – uma para cada refletor.
Em cada refletor colamos um pedaço de papel manteiga (adquirido em papelarias) como difusor de iluminação. O pedaço de papel foi colado diretamente no refletor.
Nos testes de 2010 estávamos com problema de excesso de luz. Na ocasião usamos refletores com lampadas halogenas de 150w. Como foi muito decidimos trabalhar com lampada fria com potência menor e com difusor de papel manteiga.
Atenção: se você colocar papel manteiga no refletor de lampada halogena o papel pegará fogo por causa do intenso calor da lampada halogena. Só foi possível usar o papel como difusor agora por ser lampada fria.



Fizemos 7 testes e selecionei os 4 resultados melhores.
Esses são os esquemas de luz dos testes que você vai ver agora.

- Esquema 1 de iluminação = 3 pontos para a atriz (a luz principal e a secundária também iluminam a tela verde)



- Esquema 2 de iluminação = 3 pontos para a atriz e 2 pontos de luz para a tela verde


2 testes de chroma estão no Openshot e 2 no Cinelerra.
Em todos os testes foi usado a filmadora Panasonic GS 150 (a mesma filmadora dos testes de 2010).

- Teste 1 no Openshot- aqui temos o esquema de iluminação de 3 pontos: luz principal, secundária e de recorte. A luz de recorte é vermelha. Para isso colamos papel celofane vermelho no refletor de luz fria.
Como a tela verde é bem clara a luz da atriz acaba iluminando o fundo verde. Isso acontece mesmo que você direcione toda a luz para a atriz. O reflexo da luz vai acabar iluminando o fundo.
No Openshot usamos o efeito chroma com a regulagem automática de 0,10. É possível aumentar ou diminuir essa regulagem.
Notamos uma melhora no recorte dos ombros da atriz (em relação aos testes de 2010). Porém há uma flutuação no cabelo e um pouco entre os dedos que foram propositalmente abertos contra o fundo verde. Um truque que funciona bem aqui é manter as mãos na frente do corpo. Isso elimina o problema do recorte contra o fundo verde – e eu já vi esse recurso sendo usado em algumas filmagens do youtube.



- Teste 3 no Openshot – aqui temos os 3 refletores da atriz e mais 2 refletores para o fundo. Esses 2 refletores também tem difusor.
Usando a regulagem automática do Openshot para chroma (0,10) percebemos que agora a imagem toda ficou mais estável. O recorte não tremula mais, e vemos uma aura verde em torno da atriz.
Um recurso usado para disfarçar o recorte é usar um cenário atrás em movimento (um animação por exemplo) ou com desenhos contendo também o verde chroma.
Se aumentarmos a regulagem do chroma do Openshot a aura verde diminue. Fomos de 0,10 até 0,16 e a aura diminuiu consideravelmente. Porém em 0,16 já se percebe um serrilhado em volta da atriz.



- Teste 1 no Cinelerra – teste com a tomada de 3 refletores na atriz e sem luz para o fundo.
Utilizamos o chroma HSV + efeito Blur para desfocar as bordas.
Depois disso corrigimos a cor com o Color Balance, pois achamos que o efeito chroma sempre tira cor da atriz.
Na figura abaixo você vê a regulagem dos efeitos. Clique na foto para amplia-la.



O resultado do chroma no Cinelerra foi muito superior ao obtido em 2010.
Observe que o recorte das mãos está muito bom, assim como o recorte dos ombros.
O recorte do cabelo também melhorou muito, embora esteja com uma pequena flutuação.. Ficamos com um pequeno serrilhado nas laterais da camiseta da atriz e uma pequena flutuação no cabelo. Também notamos que a imagem da atriz ficou mais desfocada – o que se deve ao efeito Blur aqui em 8.
Nos testes usamos para o Blur nível 4 e 5. Mas em 8 foi onde ele disfarçou melhor o serrilhado do corte da atriz.



- Teste 3 no Cinelerra - teste com a tomada de 3 refletores na atriz e 2 refletores para o fundo.
Utilizamos o chroma HSV + efeito Blur para desfocar as bordas.
Depois disso corrigimos a cor com o Color Balance, pois achamos que o efeito chroma sempre tira cor da atriz.
Observe que o recorte das mãos está muito bom, assim como o recorte dos ombros.
O recorte do cabelo melhorou e a flutuação diminuiu mais. Também o serrilhado nas mãos diminui muito (em relação à tomada anterior). Não usamos o sistema de máscara separando as mãos da cabeça como o Paulo do Dominando Cinelerra explicou no blog (abaixo explicarei porque) e mesmo assim o resultado das mãos melhorou muito.
No blur dessa vez usamos o fator 5 suavizando o recorte. Isso não afetou a nitidez da imagem da atriz dessa vez.




Conclusões:

- O Openshot é um programa que promete muito. Com poucos recursos ele faz um chroma bom. Dependendo da sua finalidade você pode usá-lo tranquilamente.
- Um dos fatores mais importantes para o chroma é de fato a iluminação. Conseguimos resultados ainda melhores com luz difusa.
- Atenção: nunca se esqueça de bater o branco antes de começar a filmar, seja com qual lampada for. Nós batemos o branco com as luzes difusas acesas e com a luz vermelha desligada. A intenção era que a luz vermelha aparecesse atrás da atriz para ajudar no recorte do chroma, “anulando” o reflexo verde da tela.
- O melhor resultado de chroma, tanto no Cinelerra como no Openshot, foi obtido com o esquema de 3 luzes para a atriz e 2 luzes para o fundo.

Para os nossos objetivos precisaremos iluminar mais a atriz. Isso pode ser conseguido com os refletores de luz fria:
comprando lampadas de 30W ou mais um pouco (observação: ver se lampadas maiores de 30W cabem no refletor)
ou tirando os difusores dos refletores. Na verdade quando começamos a afinar as luzes para o teste as luzes principal e secundária da atriz não tinham difusores. Entretanto isso se mostrou incômodo aos olhos da atriz, que involuntariamente contraia as pupilas – não importando a altura em que se punha os refletores nem a posição dos mesmos (mais para frente ou para trás). Foi assim que decidimos colocar os difusores também nas luzes principal e secundária acabando com o incômodo da atriz.

Espero que esses estudos sobre chroma no Cinelerra e no Openshot possam ajudá-lo. Poste aqui os testes que você fizer com chroma-key no Cinelerra e também no Openshot.

Entre para o grupo ArtistX e receba gratuitamente notícias sobre Edição de vídeo no linux:

Assinar artistx


Desenvolvido por br.groups.yahoo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários passam pela Moderação antes da publicação.